Terça, 02 de março de 2021
(11) 9 6352.8336
Entretenimento

15/01/2021 às 09h19

101

Redação

Cotia / SP

Whindersson Nunes mobiliza artistas para compra de oxigênio para hospitais de Manaus
Apesar de toda mobilização, os artistas estão encontrando dificuldades para transportar as doações para a cidade
Whindersson Nunes mobiliza artistas para compra de oxigênio para hospitais de Manaus
Foto: Arquivo Pessoal/ TV Globo

Após anunciar a doação de 20 cilindros de oxigênio para ajudar os hospitais de Manaus, que na última quinta-feira (14) teve a situação agravada com a escassez transformando a capital amazonense em um cenário de “guerra”, o comediante Whindersson Nunes usou as redes sociais para convocar as celebridades para uma corrente do bem.


Por meio do Twitter, o piauiense pediu para que os colegas da classe se unissem nessa causa e incentivou a doação e rapidamente teve a resposta com a participação de Tierry, Simone Mendes, da dupla com Simaria, Tirulipa e Tatá Werneck.


“Tô no whats com a galera. Tirullipa: 10 cilindros de 50 litros. Tatá Werneck: 10 cilindros 50 litros. Simone: 10 cilindro 50 litros. Tierry: 10 cilindros 50 litros. Vai dar certo pivete”, contou aos seguidores.


Gusttavo Lima se comprometeu com a doação de 150 cilindros de oxigênio. “Estamos desenhando toda a logística e sábado estará chegando em Manaus 150 cilindros de oxigênio. Uma mão lava a outra e as duas lavam o rosto… Assim seguimos com bondade e amor ao próximo!!! Ei, Manaus, estamos com vocês… Parabéns a todos que estão ajudando!!!”, disse o artista.


Quem também entrou na corrente Marília Mendonça, com 20 cilindros, Wesley Safadão, Bruno Gagliasso, Dennis DJ, Paola Carosella, Jorge & Mateus, Paulo Coelho, os jogadores Diego Ribas e Richarlison Andrade, os ex-BBBs Thelma Assis e Pyong Lee e os humoristas Paulo Vieira e Marcelo Adnet.


Apesar de toda mobilização, os artistas estão encontrando dificuldades para transportar as doações para a cidade. O ator Bruno Gagliasso esclareceu para os seguidores que as doações deles ainda não chegaram em Manaus devido a dificuldade da entrega. “Pessoal, pra atualizar vocês… estamos em contato com médicos de Manaus e com algumas empresas de aviação. Houve uma solicitação para que a FAB [Força Aérea Brasileira] entrasse no circuito para nos ajudar com a logística dos cilindros que estão no Rio e em SP. Ainda não houve resposta da FAB”, explicou Gagliasso.

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2021 :: Todos os direitos reservados