Segunda, 27 de setembro de 2021
(11) 9 6352.8336
Economia

08/04/2021 às 11h16

202

Redação

Cotia / SP

Pandemia fez triplicar o número de brasileiros que vivem abaixo da linha da pobreza
Cenário da fome no Brasil é considerado o pior, em décadas, por representantes de movimentos sociais
Pandemia fez triplicar o número de brasileiros que vivem abaixo da linha da pobreza
Foto: Marcello Casal/Agência Brasil

A pandemia do novo coronavírus fez triplicar o número de cidadãos que vivem abaixo da linha da pobreza, que agora atinge cerca de 27 milhões de pessoas, 12,8% da população brasileira. O levantamento, divulgado pela BBC Brasil e feito pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), também aponta que muitas famílias tentam sobreviver com o valor de R$ 246,00 (US$ 43,95) por mês.


Segundo a publicação, pesquisadores afirmam que os altos níveis de desemprego e a ausência de políticas públicas dificultaram o acesso à renda, conduzindo para o pior cenário da pobreza no Brasil, nos últimos dez anos. Segundo dados da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan), somente o estado do Rio de Janeiro acumulou mais de um milhão de demissões em postos de empregos formais de março de 2020 a fevereiro de 2021.


A nova pesquisa da FVG, divulgada nesta quinta-feira (8), mostra que com o novo auxílio emergencial mais de 40% dos trabalhadores não conseguirão ter suas perdas de renda compensadas após o tempo de interrupção. Considerando o repasse do valor de R$ 150, a estimativa é que a perda de renda será de 2% para os homens e de 4% para as mulheres, que pode agravar ainda mais a situação da fome. O estudo ainda revela que trabalhadores de todos os estados sofrerão com perdas de renda ainda que a família esteja apta a receber a parcela de R$250.


Há mais de 30 anos, a ONG Ação da Cidadania, com núcleos de voluntários em todo o Brasil, está promovendo a campanha Brasil sem fome, que conta com apoio da sociedade civil e o setor privado para levar alimentos aos mais atingidos pela crise econômica. Até o momento, a iniciativa ajudou mais de 48.000 pessoas, distribuindo mais 12 mil cestas em todo o Brasil.


O presidente da entidade, Daniel Souza, ressalta que em 28 anos de história da instituição, nunca viu uma situação como a que o país está vivendo agora.

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2021 :: Todos os direitos reservados